Showing 7 results

Archival description
Recife - PE Untitled
Advanced search options
Print preview Hierarchy View:

7 results with digital objects Show results with digital objects

Reclamação Trabalhista nº 13006/1937

A Empresa encaminhou ao Conselho Nacional do Trabalho inquérito administrativo afim de apurar faltas graves cometidas pelos os ferroviários Alfredo Gomes da Silva, Manoel Ferreira da Silva, Odilon Ananias dos Santos e Luiz Auxencio de Lima, acusados ato de improbidade. De acordo com os resultados do inquérito, ficou provado a culpabilidade do guarda-freio Alfredo Gomes da Silva. A Segunda Câmara aprovou o inquérito e autorizou a demissão do empregado.

Reclamação Trabalhista nº 17649/1937

A empresa abriu inquérito administrativo para apurar a conduta do funcionário, acusado de abandono de emprego. Visto que a investigação observou as Instruções do CNT e ficou provada a falta, foi autorizada a demissão do empregado.

Reclamação Trabalhista nº 2117/1937

A The Great Western of Brazil remeteu ao Conselho Nacional do Trabalho inquérito administrativo em que investiga falta grave imputada ao Guarda-freio da 2ª Divisão, Enéas Gomes da Silva, acusado de abandono de emprego sem causa justificada. O Conselho considerou as provas produzidas no processo, em que ficou provada a falta grave atribuída. Resolvem os membros da Primeira Câmara do CNT julgar procedente o inquérito e autorizar a demissão do acusado.

Reclamação Trabalhista nº 3935/1935

The Great Western of Brasil Railway remeteu inquérito administrativo instaurado contra Pedro Elias dos Santos, acusado de abandono do serviço, infração capitulada na letra F do art. 54 do Dec. nº 20.465, de 1° de Outubro de 1931. Resolveram os membros da Primeira Câmara do Conselho Nacional do Trabalho julgar procedente o inquérito, a fim de autorizar a demissão do acusado.

Reclamação Trabalhista nº 4704/1934

Por maioria, a Junta Administrativa da Caixa de Aposentadoria e Pensões dos Ferroviários da The Great Western concedeu a aposentadoria ordinária ao associado Dr. Ricardo Pereira dos Reis, conforme dispositivo legal. O engenheiro tinha 55 anos de idade e afirmou ter mais de 20 anos de serviços ferroviários prestados, uma parte na Great Western e outra parte na Estrada de Ferro de Nazaré. O recorrente, membro da Junta Administrativa da Caixa de Aposentadoria, não concordando com a maioria da junta que deferiu o pedido do associado Dr. Ricardo, recorreu para o CNT, de acordo com art. 51. O interessado provou ter 20 anos e seis meses de serviços ferroviários prestados parte a Grest Western e a outra parte a Estrada de Ferro Nazaré, uma vez que não foi computado o tempo de serviço da Estrada de Ferro Nazaré, anterior a 1910, por terem sido queimadas as folhas de pagamento daquele ano. Houve julgamento e ficou provado o tempo de serviço. Com isso, resolveu o CNT negar provimento ao recurso, ficando mantido o ato da maioria da junta pela concessão da aposentadoria.

Reclamação Trabalhista nº 5564/1934

Plácido da Silva foi acusado de abandonar o emprego. Em sua defesa, após inquérito administrativo, afirmou que não compareceu em virtude do seu estado de saúde. A Great Western pediu ao Conselho Nacional do Trabalho para julgar o inquérito administrativo do funcionário Plácido da Silva, que trabalhou 10 anos e seis meses na empresa, para apurar falta grave e autorizar a demissão do empregado. Após ser removido, o acusado não assumiu o cargo, apresentado um atestado de 15 dias e escreveu ao seu inspetor pedindo-lhe prorrogação por mais 30 dias de licença. O pedido foi negado e a Cia ofereceu diversas oportunidades para o acusado se apresentar ao trabalho, porém o funcionário não compareceu dentro de 60 dias, caracterizando abandono de emprego. Considerando que ficou provada a falta atribuída, resolveram os Membros da 3ª Câmara do CNT autorizar a demissão do acusado.

Reclamação Trabalhista nº 8861/1933

João José dos Santos foi demitido, após inquérito administrativo, por abandono de emprego. Em sua defesa afirmou que não compareceu ao serviço em virtude do seu estado de saúde. Contudo, o CNT autorizou a demissão do empregado.