Showing 9 results

Archival description
Não identificado São Paulo – SP
Advanced search options
Print preview Hierarchy View:

9 results with digital objects Show results with digital objects

Reclamação Trabalhista nº 166/1934

Alberto das Neves, condutor de bondes da empresa The São Paulo Tramway Light and Power Company, abandonou o serviço sem justificativas à empresa, cometendo, assim, falta grave. Comprovada a falta do empregado, houve a sua demissão. O funcionário impetrou recurso, pedindo reintegração, mas o CNT manteve a decisão.

Reclamação Trabalhista nº 3337/1937

A Companhia Telephonica Brasileira determina a abertura de inquérito administrativo para apurar falta grave atribuída ao empregado senhor Giuseppe Cassa. A companhia atribui ao acusado a falta de embriaguez habitual. O acusado, em declarações nas quais se encontram incoerências e contradições, pretende negar o fato, mas chega a confirmá-lo. Em face do documento apresentado provando, o óbito do acusado, não cabe mais nenhum procedimento no presente processo, requerendo seu arquivamento.

Reclamação Trabalhista nº 8948/1937

A empresa abriu inquérito administrativo contra Octavio de Oliveira Dorta, para fins de demissão, em virtude das faltas graves de insubordinação e abandono de emprego. Visto que a o inquérito observou as Instruções do CNT, a 1ª Câmara do CNT julgou procedente o inquérito e autorizou a demissão do acusado. O funcionário apresentou recurso de embargos à decisão. O CNT recebeu os embargos para reformar a decisão e mandar reintegrá-lo. A Cia. interpôs recurso para o Sr. Ministro do Trabalho, que opinou que o processo fosse remetido a alta deliberação do Sr. Ministro do Trabalho. Em conformidade com o parecer do Dr. Consultor Jurídico, acolheu o recurso, sem impor condenação à Empresa, resolvendo atender com equidade o pedido. Octavio pediu reconsideração do despacho ministerial, mas foi indeferido.

Reclamação Trabalhista nº 14669/1937

O Departamento Nacional do Trabalho solicitou à Procuradoria a remessa do processo que o Dr. Tarcísio Leopoldo e Silva moveu contra a Cia Antártica Paulista. Segundo informação da Inspetoria Regional, foi encaminhado a este Conselho, com ganho de causa para o reclamante no processo julgado. A Companhia recorreu ao CNT, porém o Conselho manteve a decisão proferida. A Diretoria devolveu o processo à repartição de origem.

Reclamação Trabalhista nº 2010/1939

João Batista Ramos, com mais de 30 anos de serviços prestados, reclamou contra a empresa que o rebaixou de função. Visto que o empregado tem direito à estabilidade e não teve nenhuma falta grave que justifique o rebaixamento de função, a 1ª Câmara do CNT julgou procedente a reclamação e ordenou que fosse restabelecida a situação anterior do empregado. Não conformada, a Empresa opôs embargos, justificando que, de acordo com a jurisprudência do CNT, pode o empregador transferir os seus empregados de cargos, funções e locais, desde que não fira a estabilidade econômica e não coloque seu salário inferior antes da transferência. Já que ficou evidenciado não ter havido rebaixamento de categoria do embargado, mas uma simples transferência de cargo e de funções sem qualquer redução de vencimentos, o CNT reformou a decisão da 1ª Câmara e julgou improcedente a reclamação apresentada. Porém, João Baptista interpôs recurso à decisão, mas posteriormente ele solicitou o arquivamento dos autos, declarando desistência.

Reclamação Trabalhista nº 13956/1939

A empresa instaurou inquérito administrativo para apurar a conduta do empregado, acusado de abandono de serviço sem justificativa. Visto que ficou provada a falta, o CNT autorizou a demissão do funcionário.

Reclamação trabalhista nº 16524/1943

O reclamante pede um mandado de segurança para que seja cumprido o acórdão que em primeira instância determinava o pagamento de uma indenização pelas Indústrias Reunidas F. Matarazzo, dona da Seção de Transportes Água Branca. A empresa I. R. F. Matarazzo transferiu os funcionários, que em seguida foram demitidos pelo superior do novo local, lesando os funcionários com a transferência de estabelecimento. Em seguida, o superior alterou as tabelas de contrato, forçando os operários a uma reação em que a empresa pudesse se aproveitar para fugir das responsabilidades legais das demissões, inclusive ao transferir o estabelecimento Água Branca para Mariano Procópio, gerente que ordenou as demissões. Como não houve prova de greve ou paralisação, Armando Pettinati entrou com o mandado de segurança para averiguar as informações e cobrar sua indenização. O CNT não considerou cabível o mandado de segurança como recurso na Justiça do Trabalho, o pedido foi indeferido e o processo arquivado.

Reclamação trabalhista nº 18675/1943.

José Rodrigues, operário da São Paulo Tramways, Light and Power, pediu providências ao Conselho Nacional do Trabalho com o objetivo de fazer com que a empresa pagasse a multa correspondente à demora em reintegrá-lo, após ter perdido a causa em processo anterior, suscitado pelo mesmo empregado. Como resultado, a empresa foi novamente intimada a cumprir a decisão.